• Raisa Valentini

Aprenda mais sobre os riscos da hipoglicemia


Aprenda os riscos da hipoglicemia e o motivo para você evitá-las!


Hipoglicemia é um tema que se discute cada vez mais em Congressos de Endocrinologia, pois há muito tempo já sabemos que um controle glicêmico muito rigoroso, com presença frequente de hipoglicemias, pode inclusive aumentar a mortalidade de alguns pacientes. Observe aqui alguns efeitos deletérios da hipoglicemia:




É difícil algum paciente em uso de insulina (seja diabetes tipo 1 ou topo 2) não ter experimentado uma hipoglicemia pelo menos uma vez. No geral, até 92% dos pacientes com Diabetes tipo 1 apresentarão pelo menos uma hipoglicemia. Na população com Diabetes tipo 2, esse número fica em torno de 62%, já que nesse grupo muitas vezes conseguimos manter o controle apenas com medicação oral, que tem risco menor de hipoglicemia que a insulina.


Além dos sintomas muito desagradáveis, a hipoglicemia prejudica o rendimento ao longo do dia, pode prejudicar a memória a longo prazo, e ainda coloca o pacientes em risco, seja pelo potencial de arritmia (imagine isso ocorrendo num paciente com doença cardíaca!) ou por acidentes de trânsito ou quedas.


Para controlar bem um Diabetes com muita variabilidade glicêmico, o primeiro passo é sempre reduzir as hipoglicemias. Além de estabilizar melhor o controle, conseguimos tirar o paciente do risco de todos esses efeitos deletérios.


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo