• Raisa Valentini

Doenças relacionadas ao cortisol


Seguindo o post anterior, vamos agora às doenças relacionadas ao cortisol!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

O hipocortisolismo, ou redução da produção do cortisol, é uma situação rara. Pode ser causada por uma alteração na glândula adrenal, conhecida como insuficiência adrenal primária ou Doença de Addison, mas também pode ocorrer por diminuição da produção do ACTH pela hipófise (ou insuficiência adrenal secundária), que leva a redução do estímulo para produção do cortisol pela adrenal. Os sintomas evoluem gradualmente, com fadiga, náusea, perda de peso, atrofia muscular e hipoglicemias. Nos casos de insuficiência primária para haver ainda queda de pressão, que piora ao levantar, e escurecimento da pele. Apesar da evolução gradual, os sintomas podem progredir para um quadro grave chamado de crise adrenal, situação de emergência causada pelo baixo nível hormonal.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

O hipercortisolismo, ou excesso de cortisol, também é bem raro. Conhecido como síndrome de Cushing, também pode ser causado por alteração na adrenal (por tumor produtor de cortisol), ou na hipófise (por tumor produtor de ACTH). Se caracteriza por ganho de peso progressivo, com deposição de gordura, principalmente no abdômen, tronco e rosto. É visível um afinamento de braços e pernas, fraqueza por redução de massa muscular, além de rubor facial e fragilidade de vasos sanguíneos na pele, levando ao surgimento de equimoses com mínimos traumas. Alterações de humor são possíveis, e mulheres muitas vezes tem alterações menstruais. Com o tempo pode causar elevação da glicemia e pressão arterial e aumentar o risco de osteoporose.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Dúvidas? Envie sua mensagem ou agende uma consulta!

17 visualizações

© 2018 RAISA VALENTINI

ENDOCRINOLOGISTA E METABOLOGISTA

  • Instagram - Raisa
  • Facebook - Círculo Branco